EduCAFÉ

Café também é cultura! Conheça a história de Alfonso Bialetti

Ao longo da história, existem invenções que se mesclam com a biografia de seus inventores de maneira incontestável. No universo do café, isso não é diferente: alguns produtos remetem imediatamente à pessoa que os inventou. Esse é o caso da cafeteira moka, criada e desenvolvida por Alfonso Bialetti.

Apesar de se tornar mundialmente conhecido como o pai da cafeteira italiana que revolucionou o preparo do café, a biografia de Bialetti vai muito além da sua invenção. O engenheiro, empreendedor, empresário e homem de negócios de sucesso deixou um legado digno das personalidades à frente de seu tempo.

Quer saber mais sobre a vida e as realizações de Alfonso Bialetti? Veja as curiosidades que reunimos a seguir!

O homem

A vida de Bialetti é repleta de curiosidades interessantes, a começar pelas datas de seu nascimento e falecimento: o italiano veio ao mundo no primeiro dia de janeiro de 1888, na cidade de Omegna, uma cidade na região de Piemonte, e faleceu no último dia de dezembro em 1970, prestes a completar 83 anos de idade.

Quando jovem, Bialetti emigrou da Itália para a França, onde trabalhou em uma fundição e estudou a fundo a técnica da fusão, adquirindo conhecimentos que contribuiriam para o desenvolvimento de sua invenção no futuro. O engenheiro então retornou ao seu país de origem para abrir sua própria fundição, na província de Verbano.

Foi apenas em 1933, aos 45 anos de idade, que Bialetti inventou a cafeteira moka, produzida inicialmente de forma artesanal e vendida somente para o mercado local. E se nos primeiros 5 anos as vendas não ultrapassaram 70 mil unidades, a partir de 1950 a empresa começou a prosperar e atingir novos mercados, sob o comando do filho de Alfonso, Renato Bialetti.

Além de investir em publicidade, Renato apostou em um logotipo para popularizar a invenção do pai: uma caricatura que se tornou conhecida como “o homenzinho de bigode”, inspirada em si mesmo e criada por Paul Campani.

A invenção

A criação da cafeteira italiana moka tem uma história curiosa: diz-se que Alfonso Bialetti se inspirou no funcionamento de uma máquina de lavar utilizada pelas mulheres da vila onde morava.

Apesar de rudimentar, a máquina era bastante eficiente: composta por um cesto para as roupas sujas e um tubo central que distribuía água quente e sabão, ela funcionava a partir da ebulição da água, que então escaldava e higienizava os tecidos.

A moka se utilizava dos mesmos princípios para a preparação do café, contando com um recipiente que armazena o pó de café na parte inferior e um filtro que extrai a bebida após a fervura da água.

quem descobriu a moka italiana

Como funciona a moka italiana

Não é a toa que o slogan utilizado pela empresa na época era:

“Em casa, um espresso como na cafeteria”.

A herança atual

O sistema de pressão utilizado na moka produz um café encorpado, de sabor marcante e rico em cafeína. O design arrojado da cafeteira, de formato octagonal e produzido em alumínio, se mantém inalterado até os dias de hoje. Estima-se que já tenham sido comercializadas 300 milhões de unidades ao redor do mundo.

Trata-se de um feito impressionante para alguém que começou no chão da fundição, não é mesmo? Por isso, ainda que a moka tenha se modernizado ao longo do tempo, ganhando modelos mais arrojados e coloridos e até uma versão elétrica, a sua essência original se mantém a mesma.

E você, já conhecia a cafeteira inventada por Alfonso Bialetti? Gostou de conhecer mais sobre a vida e o trabalho desse engenheiro que revolucionou o universo dos amantes da bebida? Para continuar acompanhando nossos artigos e descobrindo novas curiosidades sobre o mundo do café, não esqueça de curtir nossa página no Facebook!

Sobre o autor

Troco do Café

Troco do Café

Troco do Café é um projeto com o objetivo de facilitar o acesso aos cafés de qualidade produzidos no Brasil!

Deixar comentário.