EduCAFÉ

Qual a diferença entre os cafés especiais ou café gourmet e o café tradicional?

O café é uma das bebidas mais consumidas do mundo e é apreciado por grande parte da população brasileira. Você já deve ter ouvido falar que essa bebida que aquece a alma e espanta o cansaço pode ser dividida em café especial ou café gourmet e café tradicional.

Você sabe qual é a diferença?

Se não conhece a diferença, não se preocupe! Confira o vídeo do Eduardo Portuga da Kaffa Torrefação e Cafeteria! 

As diferenças

O café especial obedece a diversos critérios, seja na produção, no seu processamento, na prova do café, que é bastante rigorosa, que influenciam a qualidade da bebida que chegará ao consumidor final.

A prova de um café especial segue uma metodologia muito mais rigorosa do que a do café tradicional. Essa metodologia foi criada por um organismo, denominado SCAA (Specialty Coffee Association of America), que gera uma pontuação de 0 a 100.

Sendo que, na denominação do SCAA, ficou definido que um café de 80 pontos ou mais se enquadra como um café especial ou café gourmet.

Ou seja, é realizada uma prova do café conforme a metodologia descrita pelo SCAA, resultando em uma nota que define o café como especial (ou não).

Então a única diferença é a nota dada ao café?

Não é só a nota que os diferencia. O café especial precisa de alguns cuidados extras. Um exemplo disso é a necessidade de ser pensada uma curva de torra em cima do café, a fim de extrair toda as suas qualidades e características.

Uma boa torra baseada em uma curva adequada garante que o barista possa extrair o melhor café e que o consumidor possa sentir e apreciar os gostos florais, achocolatados, a acidez cítrica e tudo mais que um café de qualidade pode oferecer.

Já o café tradicional, ou commodity, é aquele torrado pelas grandes empresas, que fazem os blends do arábica com o conilon, até obter o produto desejado. Esse café se caracteriza por uma moagem muito fina e uma torra bem escura, sendo comumente conhecido como o café preto do dia a dia, onde são ressaltados somente o amargor.

Para o produtor é diferente?

Para o produtor também é muito diferente. O café especial é produzido em menor quantidade, mas dá muito mais trabalho no processo produtivo. Ele exige cuidados desde o desenvolvimento da planta, na colheita, no pós-colheita, tudo até chegar a torra. Por esse motivo, o café gourmet agrega muito mais valor ao produtor e ao comércio.

E aí, já experimentou um café especial? Conseguiu perceber a diferença no sabor? Compartilhe sua experiência nos comentários! Encontre cafés especiais na plataforma Troco do Café. Além do mais os métodos para melhor prepará-lo!

Para saber mais, veja o vídeo com o Eduardo Portuga da Kaffa Torrefação e Cafeteria!

Nós somos o Troco do Café. Conhece o nosso site? 

O Troco do Café fortalece o direct trade pois dá acesso aos produtores venderem seu café diretamente ao consumidor final. Bem como dá acesso aos brasileiros a encontrarem os produtores que estão produzindo qualidade. Quer saber mais sobre café direto do produtor? Não deixe de ler este post aqui!

Viste o Troco do Café! Encontre tudo para ter a melhor experiência com o seu cafezinho! Grande variedade de métodos de preparo de café especial!

Sobre o autor

Troco do Café

Troco do Café

Troco do Café é um projeto com o objetivo de facilitar o acesso aos cafés de qualidade produzidos no Brasil!

Deixar comentário.