EduCAFÉ

Como escolhi a plataforma para montar um e-commerce de venda de café

Como escolher plataforma para vender café especial

Apesar de ter somente dois anos na área de e-commerce, certamente já passei por muitas coisas.

Primeiramente porque iniciei como uma startup, desenvolvendo tudo do zero. Em segundo lugar porque já pivotei algumas vezes.

Para aqueles não familiarizados, pivotar é uma expressão muito utilizada no ecossistema de startup para dizer mudar a direção dos negócios.

E nessa jornada, uma coisa que aprendi é como escolher uma plataforma de e-commerce.

Antes de falar  de como escolher uma plataforma de e-commerce de venda de café, melhor iniciar dizendo o que não fazer.

O que não fazer na hora de escolher uma plataforma de e-commerce

1. Demorar a escolher o seu domínio

O seu domínio, ou seja, seu endereço virtual www.seuloja.com.br certamente é um ponto super importante no seu negócio. É por ele que as pessoas irão te achar ou vão te indicar para os amigos.

Então você tem razão em levar um tempo e ter cuidado na escolha. Mas se dê um prazo para isso, e adquira seu domínio logo em seguida. Perder muito tempo neste step pode impactar todo o seu negócio.

2. Desenvolver sua plataforma do zero

Ser uma startup não significa necessariamente desenvolver um sistema do zero, mas por algum motivo tomei a decisão de desenvolver a minha plataforma.

Todo mundo tem um amigo desenvolvedor ou mesmo pode ter noções de CCS ou html. Também deve achar super legal desenvolver seu próprio sistema do jeitinho que você sempre sonhou.

Essa decisão, ainda mais se tratando de uma loja virtual, sempre faz com que percamos muito tempo e o resultado final nunca é o que esperamos.

Uma das maiores ciladas em se abrir um negócio é perder tempo… e em geral qualquer tipo de desenvolvimento vai lhe causar esse problema.

3. Não entender quais são os requisitos importantes que você gostaria de ter no seu site

Outro grande problema na hora de escolher sua plataforma de e-commerce é não entender o que você precisa ter na sua loja virtual, e as vezes buscar por coisas que de fato você nunca irá utilizar, ou que não seja algo realmente relevante para você.

Neste caso umas das coisas importantes que você precisa saber:

  • Saber o número de produtos que você irá cadastrar
  • Qual gateway de pagamento tem intenção de usar
  • Outra integradora de transporte ou somente os Correios
  • Questões de experiência de compra (categorias, checkout transparente, etc)
  • Necessidade de atributos nos produtos
  • Relevância de ter um layout muito customizado e diferenciado

O que entender na hora de escolher uma plataforma de e-commerce

Depois que você sobreviveu as etapas acima irá perceber que hoje existem inúmeras soluções de plataforma de e-commerce

  • WordPress em que com alguns plugins e customizações você constrói sua plataforma
  • Plataformas gratuitas
  • Plataformas pagas

Escolher como plataforma de e-commerce o WordPress – Woocommerce

No meu caso… depois de bater a cabeça desenvolvendo a plataforma do zero, após perceber o grande tempo desperdiçado, tracei uma data final para o desenvolvimento ficar pronto e simplesmente não ficou. Dead line venceu, abandonei o desenvolvimento e parti para uma coisa menos complicada. A primeira solução foi o Woocommerce do WordPress.

Foi uma experiência bacana. Esteticamente o site ficou bem bonito, haviam plugins que resolviam muita coisa. E tudo na plataforma é pensado para o melhor desempenho de SEO.

Entretanto, tive que contratar um desenvolvedor com skill de designer para deixar a plataforma do jeito que eu queria. Havia tentativa de invasão de hacker com frequência, e quando tinha que fazer alguma coisa mais diferente na plataforma, tinha que pagar horas ao desenvolvimento.

Escolher como plataforma de e-commerce uma gratuita

Acabei não vivenciando este cenário, mas tenho muitos amigos que iniciaram por este caminho.

Hoje, uma das maiores limitações que os vejo comentando é o pequeno número de produtos que podem ser cadastrados.

O fato de possivelmente, no futuro, terá que ser feita uma migração para uma plataforma mais robusta me incomoda um pouco, pois além de gastar tempo, sempre tem uma perda de ranqueamento orgânico, já que o endereço das páginas e das fotos irão mudar. Além disso precisa estar atento a todos os links já direcionados as páginas do seu site antigo. Mas enfim, para começar rápido ou para testar seus produtos é uma excelente opção.

Escolher como plataforma de e-commerce uma paga

O WordPress, perto de tudo que já havia passado até o momento estava bem okay. O site estava no ar, vendendo.

O ranqueamento orgânico é invejável.

Foi aí que encontrei um amigo e me chamou atenção sobre as plataformas pagas.

Hoje tem uma série no mercado, os preços são bem acessíveis, elas funcionam bacana, e o melhor, qualquer problemas você simplesmente passa a bola para eles, e eles resolvem.

Crush total. Esse é um tipo de liberdade que todo empreendedor quer ter, ou seja, menos um tipo de problema para gerenciar, dar solução.

Hoje essa é a minha opção de e-commerce de venda de café, mas claro que você deve avaliar de acordo com sua realidade e necessidade.

Caso queira saber mais sobre como vender café pela internet, veja neste link: aqui.

Sobre o autor

Laila Agresta

Laila Agresta

Empreendedora, apaixonada por desvendar novos sabores e lugares. Se impressiona a cada dia mais com o café e todas a pessoas envolvidas nesta cultura. Em paz, sempre em busca de algo que a leve para o próximo nível, seja de auto-conhecimento, seja de potencial de modificação das coisas, seja no entendimento daquilo que realmente importa.

Deixar comentário.